top of page

Em hotel, Receita Federal apreende R$ 1 milhão em produtos trazidos da Bolívia sem documento

Atualizado: 12 de mai. de 2023


Durante uma operação realizada pela Receita Federal, foram apreendidos diversos tipos de mercadorias, avaliadas em R$ 1 milhão, sem documento fiscal em um hotel de Corumbá, cidade a 426 km de Campo Grande.


Foi constatado que os produtos, a maioria do setor de vestuários e alimentícios eram trazidos da Bolívia sem qualquer documentação. A Vigilância Sanitária foi acionada.

A ação ocorreu na quinta-feira (30) com a participação dos servidores da Alfândega e do Grupo Regional de Vigilância e Repressão da 1º Região Fiscal da Receita Federal, segundo o site Diário Corumbaense.

A fronteira com Corumbá, Segundo a Receita Federal, é uma das principais entradas de vestuários irregulares, caracterizando contrabando, descaminho e falsificação. Além de atender a demanda local, esses vestuários abastecem diversas regiões do país, gerando prejuízo de bilhões de reais por ano com sonegação de impostos e concorrência desleal, e muitas vezes, financiam o crime organizado.



 

In a hotel, Federal Revenue Office seizes BRL 1 million in undocumented goods brought from Bolivia


During an operation conducted by the Federal Revenue Office, several types of goods were seized, valued at BRL 1 million, without fiscal document in a hotel in Corumbá, a city 426 km from Campo Grande.

It was found that the products, mostly clothing and food were brought from Bolivia without any documentation. The Health Surveillance was called.

The action occurred on Thursday (30) with the participation of Customs servers and the Regional Group of Surveillance and Repression of the 1st Fiscal Region of the Federal Revenue Office, according to the website Diário Corumbaense.

According to the Federal Revenue Office, the border with Corumbá is one of the main entries of irregular clothing, characterizing smuggling, embezzlement and counterfeiting. In addition to meeting local demand, these garments supply several regions of the country, generating losses of billions of reais per year with tax evasion and unfair competition, and often finance organized crime.



1 visualização0 comentário
bottom of page