Mercado de tênis falsificados movimenta R$ 1 bilhão, diz instituto

Tênis são vendidos a R$ 35 no atacado em lojas do Brás e da Rua 25 de Março.


O vídeo acima (link original abaixo) mostra o carregamento de tênis falsificados chegando à Rua Oriente, no Brás. Os carregadores saem abarrotados de mercadorias, passam por ambulantes no meio da rua e chegam a um shopping.

A mercadoria é distribuída para os diversos boxes. São sacos e mais sacos de tênis falsificados. A maioria chega sem caixa, sinal de que o produto não é verdadeiro. O preço é outro indicador. No atacado, o tênis é vendido a R$ 35.

A produção desses tênis piratas aumentou nos últimos anos. Hoje metade já é feita no Brasil. A outra metade continua vindo da China.

Edson Vismona, presidente do Instituto Brasileiro de Ética Concorrencial, estima que só o mercado ilegal de tênis movimente R$ 1 bilhão.

"Temos que ter uma ação mais contundente das nossas autoridades coisa que não ocorreu até agora na produção nacional desses produtos e comércio", diz Vismona. "Nós temos que combater a comercialização desses produtos nas nossas cidades."

De acordo com o instituto, 23% dos tênis comercializados no país são falsos. São cerca de 18 milhões de pares piratas. A cidade de São Paulo é considerada o principal distribuidor desses produtos. Os maiores pontos de venda estão no Brás e na região da Rua 25 de Março.


O IPT é o único laboratório público do brasil habilitado a fazer testes de qualidade em calçados. O Instituto fica em Franca, o maior polo calçadista do estado.


Fonte: https://g1.globo.com/sp/sao-paulo/noticia/2019/01/11/mercado-de-tenis-falsificados-movimenta-r-1-bilhao-em-sp-diz-instituto.ghtml

0 visualização

© Garé Advogados 2018 | All rights reserved