Operação integrada apreende mais de 60 mil itens sem procedência no Centro de Porto Alegre

Operação integrada apreende mais de 60 mil itens sem procedência no Centro de Porto Alegre


Mais de 60 mil itens sem procedência foram apreendidos na manhã desta quinta-feira pela operação Papai Noel em quatro depósitos na área central de Porto Alegre. A ação reuniu Prefeitura de Porto Alegre através da Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico (SMDE), Guarda Municipal e EPTC, Instituto-Geral de Perícias, Brigada Militar, Polícia Civil e Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia (Inmetro). Houve o recolhimento, por exemplo, de mochilas, roupas, carregadores de telefone celular, óculos, relógios, fones de ouvido, brinquedos e preservativos distribuídos gratuitamente pelo governo cuja venda é proibida, entre outros. As mercadorias, muitas estrangeiras, são comercializadas sobretudo nas ruas por camelôs.


A mobilização também apreendeu em torno de 5 mil filmes pornográficos. Um dos locais do flagrante, na avenida Mauá, abrigava duas salas de cinema pornô clandestino em péssimas condições de higiene e que causava aglomeração em plena pandemia do novo coronavírus. O local, porém, estava vazio. Além de DVD’s com conteúdo pornográfico, a fiscalização encontrou preservativos e lubrificantes de distribuição pública que estavam sendo comercializados apesar da venda proibida, bem como em torno de 50 munições de pistola calibre 380 e a quantia de R$ 6,5 mil em dinheiro. Um indivíduo foi detido.


Houve o cumprimento de cinco mandados de busca e apreensão com o objetivo de apreender produtos falsificados e sem procedência, comercializados ilegalmente. Os quatro depósitos irregulares ficavam situados em salas dentro de quatro estacionamentos localizados nas avenidas Mauá e Júlio de Castilhos. Os produtos apreendidos encontram-se sob a responsabilidade da Polícia Civil e Secretaria Municipal de Desenvolvimento Econômico, sendo analisada a partir de agora a regularidade ou não da procedência dos bens recolhidos. As investigações buscam também identificar todos os envolvidos para que sejam responsabilizados criminalmente.


Desde 2017, os fiscais da SMDE já tiraram mais de 500 mil itens ilegais das ruas da Capital. “A inteligência da Diretoria de Fiscalização identificou os pontos de estoque dos produtos falsificados e possibilitou uma ação estratégica, evitando que estes artigos cheguem às ruas e sejam comercializados de forma ilegal”, destacou o secretário Leonardo Hoff. “A SMDE vem atuando diariamente nas ruas de Porto Alegre, coibindo o comércio ilegal de produtos falsificados e clandestinos, porém por mais agentes que se coloque nas ruas, não é possível atingir todas as áreas onde as mercadorias são comercializadas de forma irregular”, observou.

“Sendo assim, essa operação visou atacar a raiz do problema, que são os depósitos e a logística que são financiados pelos empresários do crime. Com inteligência, diálogo com as entidades do setor e integração com as forças policiais, é desejável que operações como a de hoje sejam realizadas com mais frequência, diminuindo o número de produtos nas ruas”, disse Leonardo Hoff.


Em nota, o Sindilojas Porto Alegre, representante dos lojistas do comércio da Capital, reconheceu como "exemplar" a atuação conjunta. "Ações com a realizada na data de hoje, especialmente nesta época que antecede o Natal e que é tão importante para a recuperação dos negócios, são fundamentais para o progresso do município", escreveu a entidade. "Produtos ilegais, pirateados ou fruto de contrabando colocam em risco a saúde e o bem-estar dos consumidores, assim como penalizam os trabalhadores formais que pagam impostos e geram empregos e renda à população", concluiu.


O Sindilojas Porto Alegre ainda ressaltou que "está sempre à disposição para cooperar com os órgãos do município, seja para combater a informalidade, que tanto prejudica a população e a classe lojista, quanto para contribuir com outras questões referentes ao desenvolvimento da cidade".


Fonte: https://www.correiodopovo.com.br/not%C3%ADcias/pol%C3%ADcia/opera%C3%A7%C3%A3o-integrada-apreende-mais-de-60-mil-itens-sem-proced%C3%AAncia-no-centro-de-porto-alegre-1.539411




4 visualizações0 comentário

© Garé Advogados 2018 | All rights reserved