Três mil itens falsificados são apreendidas pela polícia

Grande carregamento de produtos falsificados


A Polícia Rodoviária Federal (PRF) apreendeu na quinta feira (20) um grande carregamento de produtos falsificados e/ou sem nota fiscal. Dentre os itens estavam peças de vestuário, acessórios para celulares e tablets, carregadores, fones de ouvido, relógios e pulseiras para smartswatch, dentre outros.


O flagrante foi registrado no KM 408 da BR 242, trecho do município baiano de Seabra, quando as equipes abordaram um ônibus que fazia a linha Goiânia(GO) x Recife(PE) para fiscalização, os policiais encontraram no bagageiro 6 volumes distribuídos em sacos plásticos, para os quais o condutor apresentou notas fiscais discriminando 60 unidades de calças variadas. No entanto, ao analisar as embalagens, à equipe constatou um total de 540 unidades de calças ostentando as marcas Colcci, Morena Rosa e Lança Perfume. Nenhum dos produtos possuía embalagens com razão social e CNPJ dos fabricantes.


Ainda em abordagem no mesmo ônibus, os PRFs encontraram uma segunda carga na qual foi constatado que a quantidade e os tipos de mercadorias não conferiam com o descrito na nota fiscal. Os produtos todos tem origem estrangeira, não apresentam manual e embalagens com orientações em língua portuguesa, selos de certificação de agências reguladoras INMETRO, ANATEL nem descrição do importador, fatos que caracterizam o crime de descaminho. Observado também que alguns itens, especialmente capas para celular, fazem uso indevido de marcas registradas (Samsung, Apple, Xiaomi), o que caracteriza o crime de utilização de irregular de marcas de propriedade alheia.


Na totalidade, mais de 3000 itens foram apreendidos, dentre eles estavam, 2951 acessórios para celular e tablets ( películas, capas plásticas e de couro), 48 cabos de dados, 169 carregadores de celular, 11 carregadores veiculares, 93 fones de ouvido, 35 power banks e 16 caixas de som.


Esses produtos falsificados são muitas vezes vendidos em lojas e revendidos como sendo originais. O consumidor que compra o vestuário/produto falsificado é lesado financeiramente e também corre riscos ao utilizar uma mercadoria que não segue os critérios de qualidade. Os responsáveis (remetente/destinatário) dos produtos falsificados foram identificados.


A ocorrência foi encaminhada para a Polícia Civil de Seabra pelos crimes de ordem tributária e de propriedade industrial. Os produtos seguiram para Receita Federal onde serão tomadas as providências cabíveis.



Fonte: https://www.conectadonews.com.br/noticia/16199/tres-mil-itens-falsificados-sao-apreendidas-pela-policia

 

3,000 counterfeit items seized by the police


The Federal Highway Police (PRF) seized on Thursday (20) a large load of counterfeit products and/or without an invoice. Among the items were clothing, accessories for cell phones and tablets, chargers, headphones, watches and smartswatch bracelets, among others.


The seizure was at KM 408 of BR 242, part of the Bahian municipality of Seabra. When the teams approached a bus that was on the Goiânia (GO) x Recife (PE) line for inspection, the police found 6 volumes distributed in bags in the luggage compartment. plastics, for which the driver presented invoices detailing 60 units of assorted pants. However, when analyzing the packaging, the team found a total of 540 units of pants bearing the Colcci, Morena Rosa and Lance Perfume brands. None of the products had packaging with the corporate name and CNPJ of the manufacturers.


Still approaching on the same bus, the PRFs found a second load in which it was found that the quantity and types of goods did not match what was described in the invoice. All products are of foreign origin, do not have a manual and packaging with guidelines in Portuguese, certification seals from regulatory agencies INMETRO, ANATEL or description of the importer, facts that characterize the crime of embezzlement. It was also observed that some items, especially mobile phone cases, misuse trademarks (Samsung, Apple, Xiaomi), which characterizes the crime of irregular use of trademarks owned by others.


In total, more than 3000 items were seized, including 2951 accessories for cell phones and tablets (films, plastic and leather covers), 48 data cables, 169 cell phone chargers, 11 vehicle chargers, 93 headphones, 35 power banks and 16 speakers.


These counterfeit products are often sold in stores and resold as genuine. The consumer who buys counterfeit clothing/product is financially harmed and is also at risk when using merchandise that does not meet the quality criteria. Those responsible (sender/recipient) of counterfeit products have been identified.


The incident was forwarded to the Civil Police of Seabra for tax and industrial property crimes. The products went to the Federal Revenue where appropriate measures will be taken.


1 visualização0 comentário